Regressão: quem eu fui em vidas passadas?

Eventualmente, você já teve a impressão de já ter estado em um lugar que acabou de conhecer? Essa situação nada mais é do que uma lembrança de outra existência e de uma possível regressão. Isso acontece porque alguns fatores despertam memórias da nossa existência anterior, sejam lugares onde passamos, traumas, doenças ou sonhos. É uma projeção consciente de uma experiência que você viveu em um passado não muito distante. Então, se em algum momento você já se perguntou: “quem eu fui em vidas passadas?” este conteúdo é para você. Aproveite! 

mesa com foto antiga e cartões postais

Existem vidas passadas?

Se você não concorda com a existência de vidas passadas, receba o meu total respeito. Mas este conteúdo foi elaborado para pessoas que estudam vidas passadas como uma lei natural, não do Espiritismo, Hinduísmo, Budismo ou de qualquer outra religião. Nós do Luz da Serra somos assim: acreditamos na espiritualidade universalista.

Dessa forma, compartilho da visão de Helena Blavatsky, fundadora da Sociedade Teosófica, que diz “Nenhuma religião é superior à verdade”. Igualmente, Dalai Lama diz que “A melhor religião é aquela que te faz uma pessoa melhor”. Minha religião é Deus, e creio firmemente que nós podemos fazer a diferença quando conseguimos evoluir pessoal e espiritualmente.

De fato, o conceito de evolução espiritual tem como premissa a existência de vidas passadas. A maioria das religiões do mundo abordam essa questão da existência cíclica, inclusive na Bíblia havia essa informação. Entretanto, em 553 depois de Cristo, o II Concílio de Constantinopla, que foi um dos “mensalões da história”, simplesmente alterou a Bíblia. Isto só foi possível porque o imperador Justiniano IV e sua esposa Teodora mandaram prender o Papa Virgílio, que era um defensor da visão reencarnacionista, e o mantiveram na prisão por oito anos.

De lá para cá, todas as menções clássicas e fáceis de compreender citando as existências cíclicas foram apagadas da Bíblia. Mas basta olhar ao redor para ver que tudo na natureza evidencia os ciclos: primavera, verão, outono e inverno; o Sol nasce todos os dias, alternando com a Lua. Então, seria uma forma de ir contra os princípios naturais da vida se a gente não acreditasse que a existência é um ciclo, logo, vidas passadas existem.

Experiência de vidas passadas

Com toda certeza, todos nós trazemos questões de vidas passadas para resolver, motivo pelo qual as crianças já nascem com características físicas e de personalidade específicas. Portanto, a personalidade não é criada, mas revelada por elementos da infância que podem ser lapidados para melhor ou para pior. Ou seja, como disse Henry Ford, “Se você quer saber o que você vai ser no futuro, olhe para você hoje”.

Por muitos anos fui professor de Psicoterapia Reencarnacionista, formei mais de 300 alunos e também fiz regressão para mais de 3 mil pessoas. Sendo assim, posso afirmar que o questionamento essencial não é propriamente o que você foi em vidas passadas, mas sim “O que aconteceu comigo em vidas passadas?”, porque a resposta leva ao motivo do sentimento de mágoa, de tristeza, de orgulho, de vaidade, de preguiça, de comodismo, de medo dos dias de hoje.

Leia também: Regressão Terapêutica – Cura e Autoconhecimento

Se para isso você precisar, por exemplo, de uma regressão a vidas passadas ou de qualquer outra técnica que promova isso, como o Aura Master, tudo bem. O importante é saber o que você veio curar nessa vida e efetivamente curar-se.

foto em preto e branco de jovem e idoso andando pela rua

Quem eu fui em vidas passadas?

Desse modo, a melhor coisa é que você tenha em mente um pensamento parecido com o dos céticos: “esquece o passado e o futuro, o que eu tenho é hoje e agora, acabou, ponto”.

Assim você vai perceber a oportunidade única de poder dizer “Eu não sei o que eu fui em vidas passadas, mas essa mágoa eu preciso tratar. Eu não sei quem eu fui em vidas passadas, mas esse sentimento de achar que todo mundo está errado e que eu estou certo, ou que sou vítima do mundo, tem que acabar”.

Determinadamente, você precisa dar os passos essenciais para a sua evolução na prática. Isto é, fazer o que precisa ser feito por você, seja ir num lugar espírita, espiritualista, numa igreja ou num terapeuta. Ou então, parar de culpar os outros, porque a responsabilidade de evoluir é sua e não do seu marido, da sua mãe ou do seu filho, muito menos do governo. Pois quem vive reclamando é uma pessoa que não tomou para si a sua própria responsabilidade pela sua própria evolução espiritual, ou seja, a melhoria dos quatro pilares da sua vida: o espiritual, o emocional, o mental e o físico.

Para que você possa desenvolver esses quatro pilares de forma simples e rápida, Patrícia Cândido e eu reunimos no livro Evolução Espiritual na Prática todo o conhecimento de um curso de dois anos sobre o assunto.  Onde você encontra perguntas e respostas, como também um planejamento de ações diárias para sua jornada de evolução. Por fim, você entenderá que quem você foi em uma vida passada não é o mais importante; o essencial é você conhecer as suas verdades e ser quem você nasceu para ser!

Redação Luz da Serra

Redação Luz da Serra

Somos o Grupo Luz da Serra, uma empresa referência em desenvolvimento humano e espiritual. Há mais de 15 anos, transformamos a vida das pessoas com livros, cursos e treinamentos, porque o nosso propósito é fazer um mundo mais feliz, saudável e próspero.

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades!​

Seja Feliz, Saudável e Próspero

Sobre Nós

Luz da Serra 2020 – Todos os direitos reservados.

Informe seus dados e siga para a compra