HomeLuz da SerraTipos de Mediunidade

Tipos de Mediunidade

tipos_de_mediunidade_1

O que é a mediunidade?

Para resumir, a mediunidade é a sensibilidade ao extrafísico. É a capacidade que a nossa porção energia (que é a própria alma) tem de captar outras energias de natureza não física.

Vou resumir alguns sinais de despertar focando apenas nos aspectos positivos do aflorar:

  • Intuição para fazer ou não fazer algo e depois de feito saber que a intuição estava certa;
  • Sonhos reveladores, que de certa forma conduzem suas atitudes para novos caminho, de prevenção de problemas ou de melhores resultados em todas as áreas da sua vida;

Tipos de mediunidade

Neste caso, citarei as mais referenciadas na obra espírita. Contudo você verá diversas outras formas de mediunidade ao longo do seu estudo sobre o tema.

Tomei o cuidado inclusive, para transcrever os tipos, tal e qual na:

Mediunidade de efeitos físicos

Este tipo pode ser dividido em dois grupos, ou seja, os facultativos – que têm consciência dos fenômenos por eles produzidos – e os involuntários ou naturais, que são inconscientes de suas faculdades, mas são usados pelos espíritos para promoverem manifestações fenomênicas sem que o saibam.

Mediunidade : médiuns sensitivos ou impressionáveis

São pessoas suscetíveis de sentirem a presença dos espíritos por uma vaga impressão. Esta faculdade se desenvolve pelo hábito e pode adquirir tal sutileza, que aquele que a possui reconhece, pela impressão que experimenta, não só a natureza, boa ou má, do espírito que se aproxima, mas até a sua individualidade.


CHAVES PARA ATIVAR O PODER OCULTO DAS ERVAS


Desperte o Poder das Ervas para a Transformação e Equilíbrio da Alma

Baixe agora o e-book completo!

Mediunidade: médiuns audientes ou clariaudientes 

Neste caso os médiuns ouvem a voz dos espíritos. O fenômeno manifesta-se algumas vezes como uma voz interior, que se faz ouvir no foro íntimo. Outras vezes, dá-se como uma voz exterior, clara e distinta, semelhante a de uma pessoa viva. Os médiuns audientes podem, assim, estabelecer conversação com os espíritos.

Mediunidade: médiuns videntes ou clarividentes 

São dotados da faculdade de ver os espíritos. Cabe salientar que o médium não vê com os olhos, mas é a alma quem vê e por isso é que eles tanto vêem com os olhos fechados, como com os olhos abertos.

Mediunidade: médiuns psicofônicos

Neste tipo o médium serve como um instrumento pelo qual o espírito se comunica pela fala; assim, há a acoplação do perispírito do espírito comunicante no perispírito do médium, permitindo, assim, que o espírito utilize o aparelho fonador do médium para fazer uso da fala.

Mediunidade de cura 

Este gênero de mediunidade consiste, principalmente, no dom que possuem certas pessoas de curar pelo simples toque, pelo olhar, mesmo por um gesto, sem o concurso de qualquer medicação. Dir-se-á, sem dúvida, que isso mais não é do que magnetismo. Evidentemente, o fluido magnético desempenha aí importante papel. Porém, quem examina cuidadosamente o fenômeno sem dificuldade reconhece que há mais alguma coisa.

A magnetização ordinária é um verdadeiro tratamento seguido, regular e metódico. No caso que apreciamos, as coisas se passam de modo inteiramente diverso. Todos os magnetizadores são mais ou menos aptos a curar, desde que saibam conduzir-se convenientemente, ao passo que nos médiuns curadores a faculdade é espontânea e alguns até a possuem sem jamais terem ouvido falar de magnetismo. A intervenção de uma potência oculta, que é o que constitui a mediunidade, se faz manifesta, em certas circunstâncias, sobretudo se considerarmos que a maioria das pessoas que podem, com razão, ser qualificadas de médiuns curadores recorre à prece, que é uma verdadeira evocação.

tipos_de_mediunidade_2

Mediunidade: médiuns mecânicos

Quem examinar certos efeitos que se produzem nos movimentos da mesa, da cesta, ou da prancheta que escreve não poderá duvidar de uma ação diretamente exercida pelo Espírito sobre esses objetos. A cesta se agita por vezes com tanta violência, que escapa das mãos do médium e não raro se dirige a certas pessoas da assistência para nelas bater. Outras vezes, seus movimentos dão mostra de um sentimento afetuoso.

O mesmo ocorre quando o lápis está colocado na mão do médium; freqüentemente é atirado longe com força, ou, então, a mão, bem como a cesta, se agitam convulsivamente e batem na mesa de modo colérico, ainda quando o médium está possuído da maior calma e se admira de não ser senhor de si Digamos, de passagem, que tais efeitos demonstram sempre a presença de Espíritos imperfeitos; os Espíritos superiores são constantemente calmos, dignos e benévolos; se não são escutados convenientemente, retiram-se e outros lhes tomam o lugar. Pode, pois, o Espírito exprimir diretamente suas idéias, quer movimentando um objeto a que a mão do médium serve de simples ponto de apoio, quer acionando a própria mão.  Quando atua diretamente sobre a mão, o Espírito lhe dá uma impulsão de todo independente da vontade deste último. Ela se move sem interrupção e sem embargo do médium, enquanto o Espírito tem alguma coisa que dizer, e pára, assim ele acaba.  Nesta circunstância, o que caracteriza o fenômeno é que o médium não tem a menor consciência do que escreve. Quando se dá, no caso, a inconsciência absoluta; têm-se os médiuns chamados passivos ou mecânicos. E preciosa esta faculdade, por não permitir dúvida alguma sobre a independência do pensamento daquele que escreve.

Mediunidade: médiuns intuitivos

A transmissão do pensamento também se dá por meio do Espírito do médium, ou, melhor, de sua alma, pois que por este nome designamos o Espírito encarnado. O Espírito livre, neste caso, não atua sobre a mão, para fazê-la escrever; não a toma, não a guia. Atua sobre a alma, com a qual se identifica. A alma, sob esse impulso, dirige a mão e esta dirige o lápis. Notemos aqui uma coisa importante: é que o Espírito livre não se substitui à alma, visto que não a pode deslocar. Domina-a, mau grado seu, e lhe imprime a sua vontade. Em tal circunstância, o papel da alma não é o de inteira passividade; ela recebe o pensamento do Espírito livre e o transmite. Nessa situação, o médium tem consciência do que escreve, embora não exprima o seu próprio pensamento. E o que se chama médium intuitivo.  Mas, sendo assim, dir-se-á, nada prova seja um Espírito estranho quem escreve e não o do médium. Efetivamente, a distinção é às vezes difícil de fazer-se, porém, pode acontecer que isso pouca importância apresente. Todavia, é possível reconhecer-se o pensamento sugerido, por não ser nunca preconcebido; nasce à medida que a escrita vai sendo traçada e, amiúde, é contrário à idéia que antecipadamente se formara. Pode mesmo estar fora dos limites dos conhecimentos e capacidades do médium.  O papel do médium mecânico é o de uma máquina; o médium intuitivo age como o faria um intérprete. Este, de fato, para transmitir o pensamento, precisa compreendê-lo, apropriar-se dele, de certo modo, para traduzi-lo fielmente e, no entanto, esse pensamento não é seu, apenas lhe atravessa o cérebro. Tal precisamente o papel do médium intuitivo.

Mediunidade: médiuns semimecânicos

No médium puramente mecânico, o movimento da mão independe da vontade; no médium intuitivo, o movimento é voluntário e facultativo. O médium semimecânico participa de ambos esses gêneros. Sente que à sua mão uma impulsão é dada, mau grado seu, mas, ao mesmo tempo, tem consciência do que escreve, à medida que as palavras se formam. No primeiro o pensamento vem depois do ato da escrita; no segundo, precede-o; no terceiro, acompanha-o. Estes últimos médiuns são os mais numerosos.

Mediunidade: médiuns inspiradores

Todo aquele que, tanto no estado normal, como no de êxtase, recebe, pelo pensamento, comunicações estranhas às suas idéias preconcebidas, pode ser incluído na categoria dos médiuns inspirados. Estes, como se vê, formam uma variedade da mediunidade intuitiva, com a diferença de que a intervenção de uma força oculta é aí muito menos sensível, por isso que, ao inspirado, ainda é mais difícil distinguir o pensamento próprio do que lhe é sugerido.

A espontaneidade é o que, sobretudo, caracteriza o pensamento deste último gênero. A inspiração nos vem dos Espíritos que nos influenciam para o bem, ou para o mal, porém procede, principalmente, dos que querem o nosso bem e cujos conselhos muito amiúde cometemos o erro de não seguir. Ela se aplica, em todas as circunstâncias da vida, às resoluções que devamos tomar. Sob esse aspecto, pode dizer-se que todos são médiuns, porquanto não há quem não tenha seus Espíritos protetores e familiares, a se esforçarem por sugerir aos protegidos salutares idéias. Se todos estivessem bem compenetrados desta verdade, ninguém deixaria de recorrer com freqüência à inspiração do seu anjo de guarda, nos momentos em que se não sabe o que dizer, ou fazer. Que cada um, pois, o invoque com fervor e confiança, em caso de necessidade, e muito freqüentemente se admirará das idéias que lhe surgem como por encanto, quer se trate de uma resolução a tomar, quer de alguma coisa a compor. Se nenhuma ideia surge, é que é preciso esperar.

tipos_de_mediunidade_3

A prova de que a ideia que sobrevém é estranha à pessoa de quem se trate esta em que, se tal ideia lhe existira na mente, essa pessoa seria senhora de, a qualquer momento, utilizá-la e não haveria razão para que ela se não manifestasse à vontade. Quem não é cego nada mais precisa fazer do que abrir os olhos, para ver quando quiser. Do mesmo modo, aquele que possui idéias próprias tem-nas sempre à disposição. Se elas não lhes vêm quando quer, é que está obrigado a buscá-las algures, que não no seu intimo. Também se podem incluir nesta categoria as pessoas que, sem serem dotadas de inteligência fora do comum e sem saírem do estado normal, têm relâmpagos de uma lucidez intelectual que lhes dá momentaneamente desabitual facilidade de concepção e de elocução e, em certos casos, o pressentimento de coisas futuras. Nesses momentos, que com acerto se chamam de inspiração, as idéias abundam, sob um impulso involuntário e quase febril. Parece que uma inteligência superior nos vem ajudar e que o nosso espírito se desembaraçou de um fardo. Os homens de gênio, de todas as espécies, artistas, sábios, literatos, são sem dúvida Espíritos adiantados, capazes de compreender por si mesmos e de conceber grandes coisas. Ora, precisamente porque os julgam capazes, é que os Espíritos, quando querem executar certos trabalhos, lhes sugerem as idéias necessárias e assim é que eles, as mais das vezes, são médiuns sem o saberem. Têm, no entanto, vaga intuição de uma assistência estranha, visto que todo aquele que apela para a inspiração, mais não faz do que uma evocação. Se não esperasse ser atendido, por que exclamaria, tão freqüentemente: meu bom gênio, vem em meu auxílio?

Mediunidade: médiuns de pressentimentos

O pressentimento é uma intuição vaga das coisas futuras. Algumas pessoas têm essa faculdade mais ou menos desenvolvida. Pode ser devida a uma espécie de dupla vista, que lhes permite entrever as conseqüências das coisas atuais e a filiação dos acontecimentos. Mas, muitas vezes, também é resultado de comunicações ocultas e, sobretudo neste caso, é que se pode dar aos que dela são dotados o nome de médiuns de pressentimentos, que constituem uma variedade dos médiuns inspirados.

Mediunidade: médiuns psicógrafos 

Transmitem as comunicações dos espíritos através da escrita. São subdivididos em mecânicos, semi mecânicos e intuitivos. Os mecânicos não têm consciência do que escrevem e a influência do pensamento do médium na comunicação é quase nenhuma. Como há um grande domínio da entidade sobre a faculdade mediúnica a ideia do espírito comunicante se expressa com maior clareza. Há casos em que o médium psicografa mensagens complexas conversando com outras pessoas, totalmente distraído do que escreve. Já nos semi mecânicos, a influência da entidade comunicante sobre as faculdades mediúnicas não é tão intensa, pois a comunicação sofre uma influência do pensamento do médium. Isso ocorre com a maioria dos médiuns psicógrafos. Com relação os intuitivos, estes recebem a ideia do espírito comunicante e a interpretam, desenvolvendo-a com os recursos de suas próprias possibilidades morais e intelectuais.

Médium espírita

O espiritismo é a doutrina que mais se dedicou ao entendimento do processo da mediunidade, e por isso, o espírita seja o seguidor espiritual que figura entre os com mais capacidades de demonstrar habilidades a serviço do bem pessoal e coletivo. Contudo, você não precisa ser médium para desenvolver sua mediunidade, mas precisa de um sistema sério, coeso e adequado para que os potenciais da sua alma desenvolvam-se equilibradamente.

NA MINHA SINCERA OPINIÃO SÓ EXISTEM DOIS TIPO DE MEDIUNIDADE APENAS

Quanto ao nível do despertar = Desperta e não desperta, ou seja, consciente ou não.

Quanto a intenção = Para o seu bem pessoal e sua evolução, para o bem de todos e para o mal.

Tipos de Mediunidade
3.4 (68%) 5 votes

Aviso de Propriedade

Todos os conteúdos do site Luz da Serra são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa de Luz da Serra Editora Ltda, mesmo citando a fonte.

A Luz da Serra é fruto do desejo dos amigos, e hoje sócios, Bruno Gimenes, Patrícia Cândido e Paulo Henrique T. Pereira, de transformar a vida das pessoas,trazendo bem-estar, saúde e prosperidade, a partir de uma nova consciência evolutiva através de paz, equilíbrio autoconhecimento e sucesso pessoal. Com mais de 15 anos de jornada, localizada na cidade de Nova Petropólis/RS, a instituição genuinamente espiritualista é referência no segmento da espiritualidade sem cunho religioso no Brasil. Mas na Luz da Serra também tem um bando de GENTE FELIZ que vive pelo mesmo PROPÓSITO: levar LUZ às pessoas! E que não estão neste mundão a passeio, gente linda que com a EMOÇÃO à flor da pele leva a MISSÃO da LUZ DA SERRA para onde for preciso, para onde precisar de mais SORRISOS!

Deixe um comentário

55 COMENTÁRIOS
  • Isabella / 27/05/2018

    Eu não sei ao certo se sou médium, MINHA mãe diz que sim… o fato é que desde criança vejo indivíduos ou sinto sua presença, recentemente passei a ouvir também… sinto bastante medo e não sei o que fazer a respeito, pois queria estudar isso me aprofundar.. .acredito que assim quando acontecer de novo não terei tanto medo.

  • Luci / 28/03/2018

    Sou médium e tem noites que não consigo dormir porque frequentemente os espíritos me acordam de varias maneiras de vozes a masterizações de corpo inteiro “sugando” da minha vias respiratórias um pano branco desgastado e espesso. Deus sabe o quanto isso tem sido um fardo amaldiçoado na minha vida…

  • maria emilia miranda costa / 28/01/2018

    excelente,quanta informaçoes maravilhosas,hoje pude tirar varias duvidas e aprender bastante obrigada

  • Lúcia de fátima / 26/12/2017

    Tenho muito interesse em saber se tenho mediunidade.
    Desde pequena tenho momentos que acho não ser eu, tenho arrepios , sonhos reais, as vezes qndo estou em oração vejo amigos que jâ partiram.
    Quero saber como fazer para entender tudo isto.
    Sinto medo.
    Quem tem mediunidade pode beber alcool?.
    Por favor me ajude. Obrigada

  • Maria Eduarda / 08/12/2017

    Oí meu nome e Eduarda gosto e tenho facinacao por mediunidade e espiritismo uma vizinha minha e mediam e conversamos sobre isso todo dia e acho demais mas respeito por completo .alias tenho 12anos

  • Hanna / 31/10/2017

    Olá, me chamo Hanna, tenho 15 anos, e achei esse artigo procurando sobre mediunidade. Gostaria de saber como eu posso aguçar ainda mais a minha mediunidade, seja ela qual for. Desde muito cedo, eu tenho lembranças de acontecimentos ao meu redor, que despertaram minha curiosidade. Minha família não é muito crente em coisas sobrenaturais, mas eu sempre tive interesse. Desde muito pequena, eu sempre me destaquei entre as crianças da minha idade. Pessoas que me conhecem desde o nascimento contam que eu era uma criança muito inteligente, ainda pequena aprendia com muita facilidade, o que acabava deixando as pessoas um pouco surpresas. Meu primeiro contato com algo sobrenatural, que eu me recorde, foi quando fui morar numa casa, e não conseguia dormir, pois me sentia mal, eu chorava todas as noites que tenho lembrança e quando era dia não ficava em casa só. Até que anos depois descobri que o dono da casa realizava trabalhos com magia negra(conhecidos como macumba). Daí em diante as coisas passaram a se intensificar, eu não entrava em determinados lugares creio que que sentindo a energia do local, tenho sensações frequentes de já ter estado em determinados lugares ou déjà vu’s de várias situações, sonho diversas vezes com lugares que nunca estive na vida, já vivi situações onde rezava, dormia e acordava com alguém me puxando ou me apertando, já estive em uma situação onde via o meu corpo, como se minha alma flutuasse, já senti e ouvi a presença de pessoas que já morreram. Confesso que muitas vezes tenho medo, mas penso que quanto mais eu conheço, mais posso lidar com isso.

  • Arthur / 25/10/2017

    Ola. Gostaria de algum auxlio. Meu pai, 59 anos, descobriu sua mediunidade recentemente. Temos ido nos centros espiritas para buscar estudo e desenvolvimento. Porem estamos tendo grande dificuldade, pois ele nao consegue controlar sua incorporacao. Sempre que vai ao centro espirita no dia de Passe ele incorpora em momento inadequado e isso esta comecando a acontecer na rua. Hoje ele foi em um hospital e passou mal por conta da energia carregada. Ele ja foi em cemiterio e passou muito mal incorporando. Quando incorpora, ele nao vocaliza, nao faz algo especifico, ele comeca a se tretar, se sentir mal, as vezes chora, parece que esta sentindo dor enquanto luta. O que devemos fazer para que ele possa controlar sua incorporacao, para que aconteca apenas quando permitido por ele, em local e horario devidos?

  • Fernanda / 30/09/2017

    Olá meu nome e Fernanda, essa noite estava tendo um pesadelo de que alguém me perseguia. Acordei e tive a sensação de que alguém deitou do meu lado, nunca senti algo assim, em seguida senti minha coberta sendo puxada, segurei ela com força e fiquei bem quietinha com medo da situação. Em seguida senti uma energia atravessando sobre min, como se alguem deidasse em min atravessando meu corpo, senti cala frio me arrepiei inteira, depois custei a pegar no sono. Alguém sabe o que pode ter acontecido?

  • Jessica / 17/09/2017

    Boa noite!
    Me chamo Jessica e tenho tido vários sonhos realistas sobre algumas situações. Tenho frequentado um centro espírita e procurado aprender mais sobre esses assuntos. Muitas vezes tenho notado que recebo respostas às minhas próprias dúvidas e questionamentos mas estas vem como se eu estivesse conversando comigo mesma. Porém, sinto que não são palavras minhas, visto que tenho tido alguns problemas com pensamentos negativos e coisas do gênero. Isso é realmente possível? Um espírito do bem utilizar de meu corpo para conversar comigo e me auxiliar? Isso inclusive me aconteceu em sonho também.
    E como posso exercitar a mediunidade?

    Obrigada.

  • Thais / 31/07/2017

    Meu nome é Thais, tenho 15 anos. Dois dos meus tios são médiuns e à partir daí que comecei a me aprofundar no assunto.
    Descobri coisas que, até então, achava normal, tipo : sonhos mais que realistas, sentimentos de presença, intuição, vozes na minha cabeça..como se eu estivesse auto conversando comigo, tenho a empatia um tanto quando aguçada e uma ótima percepção. Pode ser coisa da minha cabeça, porém, não são todos que sentem isso!

    O que poderia me dizer sobre?

  • Kalyne Santtos / 18/07/2017

    Sonho com algo me puxando , me apertando o peito , e me apertando as costas , Não consigo gritar, grito mais parece que quando termina isso ninguem acorda entao nao sei se eh sonho, mais sinto ,sinto as maos do ser me triscando e quase sempre tenho esses sonhos , me ajude eu nao sei oque eh isso , outra vez quando era pequena vi uma criança dos olhos verdes como um vagalume este so ficava a melhor e eu morrendo de medo , me ajude a saber oque se passa comigo por favor

  • Angela / 16/07/2017

    Olá! Por enquanto estou leiga, sou curiosa e dedicada. Acabei de fazer inscrição nos “Iniciados”!! Bom, vieram muitas lembranças em minha mente. 1)Arrepios são frequentes, peso nos ombros, bastante. 2) Pensar na pessoa e a pessoa telefonar, ou dobrar a esquina e encontrar a pessoa. e 3 ) situação, cujo tempo já me deixou em dúvidas se foi isso mesmo ou se eu que me confundi, qd era adolescente, passei por uma fase depressiva, e eu estava sentada defronte a TV, folheando revista,na sala, ao que veio um “pensamento atravessado” na mente, de um pediatra, que me atendia, e veio a pergunta ” E se ele ( pediatra) se suicidasse com….”, ao passo que minha mãe estava ao telefone, e ao perguntar deste médico, a outra pessoa lhe disse que o mesmo tinha cometido tal ato, mas fazia meses atrás. ( fiquei confusa na época, e atribuí ao meu estado depressivo daquele momento…)….. 4) recentemente, num curso de Coaching, que JAMAIS imaginei q haveria exposição de casos através da Constelação, e eu ( infelizmente) representei um papel, que foi muito forte, pois mesmo depois de ter saído do sistema, quando alguém do mesmo grupo vinha falar comigo eu sentia os mesmos sintomas…. precisei fazer exercícios em casa para me desconectar de verdade….. justo eu, que pensava que até pegava a energia dos outros, mas depois sabia soltar…… vi que não solto tão bem assim…. Bom, as perguntas são… ***até que ponto a Constelação, tem relação com espírito? ou é energia quântica?? *** Notei que me conecto fácil, preciso aprender a não pegar pra mim…. ….. constelação sistêmica com bonecos me pareceu algo mais ético.

    • Angela / 16/07/2017

      Oee!! e muito obrigada por este Portal! que estou começando a explorar!!!! gratidão!!!

  • Paulo / 09/06/2017

    Boa tarde irmãos, tenho 27 anos, desde de garoto sentia arrepios, calafrios entre outras coisas, sabia sobre o espiritismo pois minha Mãe era, tinha uma certa noção que tinha que ir em um centro, os anos foram passando e coisas anormais sempre acontecendo, sonhos, vultos, arrepios …
    Quando resolvi em ir em um Centro na primeira vez perdi totalmente a consciência, não me recordo de nada, a única coisa que lembro é que sentia dores horríveis e me debatia muito. Depois de um certo tempo quando já estava em sã consciência um dos médiuns me disse que eu era um médium também, na hora questionei e disse que era impossível, ele me provou que de fato eu era, no mesmo dia esse médium pediu para que eu ficasse enfrente a uma maca fazendo orações onde estava deitada uma mulher chorando muito, fiz o que o médium disse, depois de alguns minutos a mulher parou de chorar, fiquei chocado. No outro dia voltei ao Centro, consegui ajudar outra pessoa, percebi que meu lugar era ali, no final dos passes disse a entidade que queria muito ajudar … ele me respondeu com as mesmas palavras que Emmanuel disse ao Chico eu precisaria de … ” DISCIPLINA .. DISCIPLINA e DISCIPLINA ”
    Agora eis a questão, não sei por onde começar essa jornada. Se puderem me ajudar irmão com comentários, ficarei muito grato.
    Abraços a todos.

  • Marcelo / 08/06/2017

    Ola, as vezes tenho sonhos, com pessoas que nunca vi ou cenas que nunca acontecerão nesse presente, porém esses sonhos com cenas e pessoas acontecem no futuro, o que seria isso, é considerado uma possivel mediunidade?
    Exemplo: hoje sou casado e sou pais de uma bebê, porém muito antes de conhecer minha esposa, eu ja tinha tido sonhos com ela, só após conhece-la que os sonhos ficaram claros.

  • Fabiane Pick Dutra / 03/06/2017

    Olá !
    Eu e meu esposo somos médiuns e trabalhamos duas vezes na semana num grupo que estuda e atende em São Leopoldo .
    Mas lendo este artigo vi que esses tipos de mediunidades são as mais comuns e as mais lembradas e comentadas em livros e sites, porém na nossa busca por entender esses fenômeno e como funcionam vimos que muito não se encaixavam nas abilidades da mediunidade do meu esposo .
    Até que um dia foi nos dito por um colega que ele ( meu esposo ) tinha um tipo raro de mediunidade chamada de psicometria.
    Ele consegue pegar objetos e através do mesmo ele consegue descobrir sua história , e se algo importante aconteceu em torno dele e pessoas envolvidas .
    Consegue ver também rastro de animais em matas , linhas energéticas , acessa o passado das pessoas tanto dessa vida como de outras vidas .
    Vê se as pessoas fizeram alguma magia ou se estão sob influência de magias feitas por outras pessoas entre outras coisas .

    • Azrael Somel / 24/09/2017

      Posso entrar em contato com vocês ?

  • Leonardo Morenno / 21/05/2017

    AS vezes a mediunidade pode trazer “dor”..solidão…olhar pessoas nos olhos e “ver”…dormir e “viajar” para lugares belos mas na maioria das vezes aterrorizantes…saber o que os outros nao sabem e ter que guardar…tocar e sentir…ver “pessoas” vestidas de escuridao…mesmo ainda andando por aqui, vivinhos…ver a “vida” que ira acontecer logo a diante…saber, e ter que aceitar que voce nao pode fazer nada, mesmo que queira ou tente….incompreensao…desafios…em fim…é como estar naufragado e nao ver nada alem de agua por todos os lados…o oceano é a humanidade…a terra firme…sei lá…ainda nao encontrei…É FODA…DESCULPEM PELO, “É FODA”….MAS É!!!

  • Grazielly / 01/05/2017

    Boa noite, tenho sonhos que ao decorrer do dia passam a acontecer, acontecimentos simples como por exemplo: sonhar com uma sobrinha com o rosto inchado e no dia seguinte saber que ela bateu a cabeça e machucou seu rosto deixando hematomas..outro exemplo foi sonhar com uma amiga da minha mae dirigindo um carro funerário em uma estrada de terra, e passar em cima da cabeça de um cara com o carro, na semana seguinte saber que o irmão dessa amiga d aminha mae morreu atropelado em uma estrada de terra, detalhe, o carro passou em cima apenas da cebeça.
    Sonhar com coisas e pessoas que não tenho contato e no dia seguinte ver essas pessoas ou coisas que vejo no meu sonho, nao sei se isso é algo mediunico ou sensitivo, comecei a pesquisar recentemente, gostaria que vc me ajudasse a me encontrar e sabe se isso nao é nada ou se é algo que preciso levar a serio.

  • Fernanda / 25/04/2017

    Ola pessoal do Luz da Serra! Desde ja agradeço por todo conteudo compartilhado!
    Antes de dormir, muitad vezes, escuto conversas sem nexo , escuto ate palestras !!!
    Isso e normal? Nao sei o que fazer com as informacoes que capto 🙁
    Frequently centro espiritualista mas mesmo assim fico perdida… Gratidão!

  • Ana Carla / 25/04/2017

    Olá, não estou sabendo lidar com as coisas que estou sentindo, por vezes sinto presença de algo, que deixa meu corpo paralisado e peso nos ombros. O que devo fazer?

  • luz / 19/04/2017

    Sinto uns choque sobre meu corpo minha mente com frequencia trabalho em uma casa mas ando com frequencia tendo sonhos q acabao sendo mostrado mas essa eletricidade no meu corpo anda me incomodando e como se e estivese ligada na tomada e passa-se uma radiação sobre mim dando ate uma paralisia

  • Bianca / 05/04/2017

    Boa Noite, sempre tenho problemas com minha energia, por isso tento me policiar para não ficar braba, ou qualquer outro mal sentimento que possa atrair más influencias, entretanto quando isso ocorre (já aconteceu de lampadas explodirem quando era pequena) e atualmente, quando por algum motivo não estou muito bem tenho sonhos muito desconfortáveis e ruins, e geralmente algum espirito “se apresenta” em sonho. Estou consciente e tento rezar até sentir que estou conseguindo voltar para o meu corpo, é muito difícil realmente acordar, fico variando com um zumbido estranho e as orações de inicio parecem se dispersar.
    Isso é algum tipo de mediunidade ou só sou alguém muito influenciável?
    O que eu posso fazer em relação a isso?

  • Sandrini / 29/03/2017

    Será q posse ter algum dom? Muitas vezes pessoas me pedem opinião de algo e sempre q me sinto a vontade dou tento em visão o futuro e sempre acontece oq falei, já tive sonho q soube q estava acontecendo e quando criança vi um cara igual meu pai só q ele não estava em casa chegou minutos depois, sinto muita dor de cabeça quando alguém desabafa comigo, me sinto ruim com isso qq faço?

  • Jessica / 22/03/2017

    Ola meu nome è jèssica.. Não sei se sou medio mais consigo ler os olhos da pessoas consigo.. Ver a alma dela se è boa ou não.. Consigo sentir qualdo ela esta acompanhada de um espirito ruim dentro dela.. Sla è estranho.. Mais consigo ler os olhos deles… E o encrivel q paresse è q não gosto do escuro.. Sla me sinto mal.. Sera q to ficando louca..

  • Nara / 17/03/2017

    olá me chamo Nara tenho algumas características d Mediunidade isso ocorre desde dos meus 7 anos depois que vi meu anjo da Guarda atras de mim, e de lá para cá não sosseguei mais, prescindo as coisas quando vão acontecer comigo ou com alguém próximo a mim as vezes falo as coisas brincando e acontece ,sonho com coisas q acontece la na frente no futuro, tenho Dejavu, sonhos com pessoas que já se foram no qual estão sempre de roupas escuras e sempre sorrir para mim mais nunca falam nada, sinto também quando vai acontecer algo mais não sei distinguir se é bom ou ruim, tem dias que fico muito ruim , vejo vultos durante o dia e noite também quase frequentemente sinto quando estão perto de mim,quando mexem nos meus pés e cabelo e não tenho medo AS VEZES CONHEÇO AS PESSOAS CONVERSO COM ELAS DA IMPRESSÃO COMO JÁ CONHEÇO ELAS A A ANOS PORQUE DISSO?Queria entender porque eu porque as coisas só acontecem comigo quando conto para alguém nem Acredita sabe dizem que estou ficando doida .

  • kariny / 03/03/2017

    olá, tenho “sonhos” apavorantes sempre relacionados à morte, e não muito tempo depois alguém, ou da minha família ou alguém próximo de mim morre, isso me apavora muito. mas também tenho com acidentes, e coisas do tipo, e sempre acontecem, mais de uma vez me falaram que sou médium, mas preciso desenvolver, estou ficando louca com isso, por favor se puderem me ajudar ficaria extremamente grata!

    • pollyane deoliveira alves / 07/03/2017

      Olá desde criança que sou mediu,e um centro espirita que minha mãe ia disse a ela que precisava desenvolver,só que por medo ou falta de conhecimento ela não quis.Então esses dias fui benzer e moço me disse que preciso desenvolver que por isso minha vida tá tudo amarrada que nada vai pra frente,que dou um passo a frente e quatro pra tras. Gostaria de saber se isso tem a ver,se realmente esta me atrapalhando .?

  • Ester Dos Santos / 03/02/2017

    Se sou médium tenho certeza vejo vultos ouço vozes prevejo através de sonhos coisas q não demoram a acontecer ou me encontro em lugares com pessoas e já pareço ter estado ou vivido ali sinto presenças calafrios as vezes um encomodo como se foce observada já falei para familiares que iam morrer um número de pessoas não demorou aconteceu.sempre fui assim desde os 13 anos e as vezes desejo coisas que acontecem mais para o mal do que para o bem.o que quero saber e que médium sou. ???

  • josé carlos de oliveira / 29/01/2017

    Presados Sr(S) É com muita satisfação que vou lhes contar que possuo grande mediunidade e precisaria desenvolve-la,
    más como poderei fazer isto já com certa idade (70) não ha problema nenhum, outra coisa disseram-me que estou bloqueado e com uma carga muito pesada, e por isso que nada em mim da certo. Isto é possível de acontecer, e como me livro deste mal que me fiseram. aguardo vossa resposta e muito obrigado se puderem me ajudar. Abraços

  • Karine / 18/01/2017

    Olá, tenho algumas caracteristicas relacionadas a mediunidade e no último ano vem aparecendo outros sinais e gostaria de saber se poderiam me instruir em qual caminho devo seguir