HomeLuz da SerraSinais de mediunidade – como identificar cada um?

Sinais de mediunidade – como identificar cada um?

Você acha que tem mediunidade ou já te disseram que você é médium e precisa trabalhar a mediunidade? Você sente coisas que não consegue explicar e não sabe como lidar com elas? Então leia este artigo, pois vamos te ajudar a entender melhor os sinais da mediunidade e o que acontece com você ou com algum familiar ou amigo que passa por isso.

Faça o Dinheiro Correr Atrás de Você

O espiritismo é a doutrina que mais fala sobre mediunidade no ocidente, que mais a estudou de forma sistemática. Antes dela, o conhecimento acerca da mediunidade era acessível apenas para estudiosos do ocultismo e integrantes de escolas iniciáticas. Hoje em dia não existe mais isso, com a internet e com tantas informações disponíveis.

Sinais de mediunidade em desequilíbrio

A mediunidade, de forma muito resumida, é a sensibilidade ao extrafísico. Ou seja, qualquer pessoa que sente energias não físicas tem mediunidade, que é a capacidade que a nossa própria alma tem de captar outras energias de natureza invisível ao olho físico. Todo ser humano é médium, pois a mediunidade é uma sensibilidade da alma, e todos nós somos uma alma. A diferença é que cada pessoa lida com a mediunidade de forma diferente. Veja mais sobre a Cura da Alma.

O desequilíbrio dessa sensibilidade é parecido com a perda do controle de um carro em movimento. Para um médium que ainda não se desenvolveu ou deixou de lado as suas práticas, pode ser muito desconfortável ter todos os sintomas abaixo:

  • Mal-estar quando está no meio de multidões;
  • Mal-estar quando se aproxima de certas pessoas;
  • Forte vazio no peito, sentimento de angústia, de não ser compreendido pelas outras pessoas, de que as coisas não estão certas, de que está fora dos trilhos;
  • Raiva, estresse e chateação desproporcional;
  • Agitação, hiperatividade e animosidade;
  • Transtorno de humor e bipolaridade constante;
  • Transtornos de ansiedade;
  • Inquietação inexplicável e falta de saciedade emocional;
  • Antipatias sem motivo;
  • Pensamentos autodestrutivos, inferiores ou fixos;
  • Bloqueio mental e criativo;
  • Desmaio sem causa aparente;
  • Insônia;
  • Fobias emocionais;
  • Perturbações espirituais;
  • Baixa autoestima;
  • Dores, crises, conflitos, vícios e hábitos nocivos;
  • Desequilíbrio mental, hipersexualidade, distúrbios alimentares (muita fome ou pouca fome), irritação, fobia social.

Quando aceitamos e construímos um bom relacionamento com a própria mediunidade, é possível reduzir e até eliminar muitos desses sintomas. Um bom começo é passar a observar os sintomas e as sensações para ter indícios de qual tipo de mediunidade você manifesta.

Estes são alguns sinais positivos que podem aflorar com a sua mediunidade:

  • Intuição para fazer ou não fazer algo e depois de feito saber que a intuição estava certa;
  • Sonhos reveladores que conduzem suas atitudes para novos caminhos, para prevenção de problemas ou para alcançar melhores resultados em todas as áreas da sua vida.

Mediunidade sintomas – saiba mais sobre eles

No vídeo abaixo, Bruno Gimenes se aprofunda no assunto e dá dicas de como lidar com os sintomas da mediunidade desequilibrada e aflorada. Basta clicar sobre ele para assistir:

Gostou deste conteúdo? Tem alguma dúvida? Deixe seus comentários aqui embaixo. Se você acha que algum amigo ou familiar pode aproveitar as informações deste conteúdo, compartilhe com ele pelas suas redes sociais. Ajude-nos a ajudar mais pessoas.

Um grande abraço e muita Luz!

Aviso de Propriedade

Todos os conteúdos do site Luz da Serra são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa de Luz da Serra Editora Ltda, mesmo citando a fonte.

A Luz da Serra é fruto do desejo dos amigos, e hoje sócios, Bruno Gimenes, Patrícia Cândido e Paulo Henrique T. Pereira, de transformar a vida das pessoas,trazendo bem-estar, saúde e prosperidade, a partir de uma nova consciência evolutiva através de paz, equilíbrio autoconhecimento e sucesso pessoal. Com mais de 15 anos de jornada, localizada na cidade de Nova Petropólis/RS, a instituição genuinamente espiritualista é referência no segmento da espiritualidade sem cunho religioso no Brasil. Mas na Luz da Serra também tem um bando de GENTE FELIZ que vive pelo mesmo PROPÓSITO: levar LUZ às pessoas! E que não estão neste mundão a passeio, gente linda que com a EMOÇÃO à flor da pele leva a MISSÃO da LUZ DA SERRA para onde for preciso, para onde precisar de mais SORRISOS!

Deixe um comentário

27 COMENTÁRIOS
  • Leyla Torres / 31/03/2018
    Avatar

    Boa noite , desconfio que sou medium, vejo algumas coisas antes de acontecer a maioria das coisas que eu falo acontece, sinto a presença de alguém comigo. Hoje a tarde eu estava só dormindo e acordando direto , com medo sentindo como se tivesse alguém no meu quarto comigo , quando tentei dormir novamente senti um vento muito forte sobre mim, uma força como se algo quisesse me puxar não consegui abrir o olho nem me mexer em seguida ouvi uma voz feminina meio familiar me chamando então despertei.

  • Gisleide Ferreira de sSouz / 13/02/2018
    Avatar

    Olá eu me chamo gisleide mas todos me chama de Leila desde de criança então tenho uma sensação estranha de como ainda estou nesse mundo

    • Gisleide Ferreira de sSouz / 13/02/2018
      Avatar

      Tenho sensação de espíritos esta ao meu lado E as vezes sonho com eles .e falando com eles

  • Victor Hugo / 06/02/2018
    Avatar

    Boa noite. Não sei por onde começar, mas vou tentar. Desde criança tive muita tribulação temperamental, tipo ficar feliz instantaneamente e, sem qualquer motivo ou aviso, ficar triste, com uma angústia profunda de viver. Quando criança, dos 3 ao 9 anos, sonhava muito que eu estava acordado, me vendo deitado e querendo me acordar. E muitas vezes, um sonho estranho: levantava da cama, abria a janela do quarto e pulava – me dava calafrios, um medo imenso de atingir o chão. Nunca atingia o chão, pois acordava. Eu era sonambúlico. Levantava da cama e ia estar com meus irmão e meus pais na sala. Minha mãe sabia do meu estado e me levava para o quarto com calma. Falava sobre assuntos que nunca lembrava depois. Minha mãe é kardecista e frequentei o centro – CALC – Centro espírita Luz e Caridade, quando era criança, de 10 anos até os 17 anos. Estudei o Espiritismo. Mas, por motivos que não compreendia, deixei de frequentar. Uma vez fui a um grande centro de Umbanda, em Vila Isabel, no Rio, por insistência de um amigo, que era umbandista. Isso em 1991. Tinha muita gente. A entidade encarnada chamou 10 pessoas ao palco. A décima fui eu. Não acreditei. Tinha umas 500 pessoas. A entidade me disse coisas que só eu sabia, a faculdade que eu estudava e, por fim, disse pra eu retornar à linha branca – acho que kardecismo. Tenho muita sensibilidade com ambientes – ás vezes estou feliz e, num instante, parece que me invade uma angústia, uma tristeza profunda. Já sonhei com pessoas que não as via há anos e no dia seguinte, andando pela rua, me deparava com elas. Achava inacreditável. Estou passando momentos difíceis. Tenho um bom emprego, não tenho motivos de reclamar. Um bom salário. Mas às vezes quero largar tudo. Ficar sozinho, sem fazer nada. Já fui a psiquiatra. Ele disse que era estresse. Me tratei e até surtiu algum efeito. Só que agora estou me sentindo sem chão, sem razão pra viver. Não faço mal a ninguém – pelo menos não tenho intenções. Oro todas as noites, tento sintonizar energia boa. É reconfortante. Mas, no dia seguinte, tudo recomeça: sinto energia negativa em pessoas, chego a me arrepiar, ofegar, o coração palpitar mais rápido. É angustiante. Outro dia retornei ao CALC. Mas não gostei das palestras. Parece que diziam não me interessava. Leio online assuntos espíritas e espiritualistas. Hoje precisava muito e me deparei com esse site e assisti a seu vídeo acima. Gostei de sua colocação sobre as religiões. Também penso assim. Ocorre que me sinto muito depressivo. Vou ao trabalho, faço minhas obrigações. Mas, de noite, me sinto muito exausto e não tenho vontade de fazer nada. Fiz exames médicos há um mês. Tudo normal: coração, sangue, pressão, açúcar. Enfim, tenho boa saúde. Só gostaria de uma orientação para que eu consiga deixar essa tristeza que se instala em mim. Moro com uma ótima mulher. Inteligente, carinhosa, caridosa. Compreensiva. Larguei a bebida há dois anos. Sei que meu comportamento bipolar é percebido por ela, mas ela tolera gentilmente. Não sei o que fazer mais. Muitas vezes penso em suicídio – mas não tenho coragem. Interessante que estes pensamentos vem do nada, me atormentam, mas de repente vão embora, também do nada.Quando falo com amigos sobre pessoas que partiram – desencarnaram – sinto calafrios, me arrepio, como sentisse a presença de espíritos. Será que eu sou médium? Não falo sobre isso com ninguém, mas sei que minha mãe percebe meu estado emocional. Ela é muito tolerante e compassiva também. Gostaria de saber se você pode me ajudar, me indicando algum material para leitura. Desculpe-me o texto extenso e a cacografia. E o incômodo. Uma boa noite.

  • Jonatha / 06/12/2017
    Avatar

    Olá, me chamo jonatha e gostaria de saber sobre o que acontece e aconteceu comigo e o que acham.pois bem em primeiro lugar eu sinto a energia do ambiente e das pessoas que ali estão, não individualmente mas se sinto algo de ruim no ambiente por exemplo , teve situações que eu entrei em um lugar e na mesma hora eu sair de tão pesado estava o local. e outra questao são os sonhos que tive.primeiro sonho, quando eu tinha por volta dos 13 anos de idade agora tenho 30,eu sonhei que dois homems todo de preto entraram no apartamento que morávamos eu meus pais e meus três irmaos e foram ate o quarto onde estavamos eu e meu irmao do meio e atiraram da cabeca dele e foram embora.eu me acordei banhado em suor e apavorado tamanho real era o sonho mas quando vi que era sonho me deu um alívio imenso, na hora e nos dias que passaram eu não entendi nada daquilo ou seja pq sonhei com aquilo mas enfim sonho e sonho e sempre e estranho,isso era o que eu pensava porém 30 dias depois meu irmao se suicidou com tiro na cabeça na frente da namorada no quarto dela,sim é isso mesmo que vocês acabaram de ler eu perdi meu irmao exatamente assim óbvio que não me agrada ficar falando disso mas enfim acho que ta na hora.bom passados alguns anos a mãe da minha cunhada estava com câncer em fase bem avançada ou seja ja sabiam que ela teria pouco tempo de vida e ela JÁ estava no hospital a ums 2 meses, então em noite eu sonhei que estava no quarto onde ela estava e a minha cunhada, quando derrepente o médico entra e diz para min que eo acabará de falecer sim isso mesmo e então eu acordei igual a vez que sonhei com meu irmão e adivinhem 30 dias depois eu recebo a notícia que havia falecido porém um detalhe eu nunca estive lá no hospital no período em que ela ficou lá. É por último eu sonhei com um senhor que n era tão próximo mas eu o conhecia e tenho um amigo que era muito próximo dele é foi da mesma forma sonhei que estávamos em uma festa onde chega uma pessoa para min e fala que senhor tinha falecido de forma inesperada e adivinhem 30 dias depois esse meu amigo chega na minha casa com a notícia de que acabará de vir do enterro do tio lelé que era como chamavam e tinha ficado com a boina dele de lembrança.bom esse foi meu relato e a primeira vez que contou isso publicamente até então SÓ avião contado para minha esposa e minha irmã. Ficaram aqui meu abraços e agradecimentos desde JÁ é muita paz e saúde para todos nós.abração fiquem com Deus.

  • Vitor / 01/11/2017
    Avatar

    Pude me identificar demais com este texto…
    Sinto dores muito fortes nos ombros, tenho pensamentos negativos infundados que se desencadearam em mal estar e depressão, além de às vezes ser assolado por uma angústia repentina e sofrer insônia.
    Eu sempre fui uma pessoa muito motivada e obstinada, que acredita e luta atrás de seus objetivos, porém sinto a sensação de que há algo que impede as minhas investidas. Sinto-me limitado.
    Antes acreditava que tudo fazia parte da minha cabeça, mas com o tempo (e orientação) passei a perceber que estes sintomas têm cunho espiritual.
    Passei a frequentar um centro espírita e aos poucos as respostas estão surgindo…

  • rafael franchat / 30/09/2017
    Avatar

    oi tenho sensacao de as coisas estarem maiores e parece que a pressao atmosferica no local fica alterada as vezes saio do corpo dormindo e depois penso no meu corpo e volto sempre ouvi conselhos e avisos de como prosseguir com minhas escolhas, como faco pra saber qual tipo de mediunidade tenho.

  • Itamar Colombo / 10/08/2017
    Avatar

    Nossa! Me identifico com a grande maioria desses sinais, me sinto deslocado neste mundo, uma sensação que não pertenço a este planeta, minha inconformidade com injustiças e futilidades é enorme, a sensibilidade para apreciar o simples, principalmente na Mãe Natureza, é enorme. Utilizo muito os olhos da alma, porque tenho plena noção daquilo que realmente vale a pena, o lado espiritual da vida. Gostaria muito de aprender a lidar com tudo isso, e aprender a lidar com minha mediunidade para benefício meu e de tantas outras pessoas, é bom demais poder ajudar, fazer a nossa parte neste mundo tão cheio de desigualdades.

  • Ricardo / 07/08/2017
    Avatar

    Oi, Estou precisando de conteúdo sobre sinais e sintomas da mediunidade. Por favor me ajuda. Obrigada.

  • jaque / 08/04/2017
    Avatar

    Nossa voce e incrivel adorei sinto tudo isso mas ainda nao desenvolvi minha mediunidade

    • Rosana Baldo / 14/04/2017
      Avatar

      Não tenho religião (Por mais que minha mãe fale que sou católica por ter feito tudo da religião e até por ter batizado o meu filho) mas não tenho uma religião mas aceitos todas… acredito no fazer o bem, no amor e em Deus e até mesmo em E.Ts …em plena sexta feira santa hj… acredito ter recebido um sinal (até minha mãe ficou toda arrepiada) Estava eu a comer um peixe frito maravilhoso, quando no segunda cortada do peixe avisto uma agulha, sim uma agulha dessas de costura e na hora fiquei sem fome , esquisita e assim que chamei minha mãe dizendo ser macumba…rs, como já dito ela se arrepiou todinha…mas depois continuei a come, mas com um certo receio, pois até depois achei ser uma benção, pois não engoli eu avistei antes disso, então pensei de foi magina negra ou macumba ou sei lá Deus não deixou acontecer mas quis me mostrar….o que vc achou disso?

  • Daniel Felipe de Souza / 20/03/2017
    Avatar

    De fato. São coisas das quais eu vivo é sinto na pele. Já frequentei igrejas evangélicas, centros espíritas e hoje vou com mais frequência na umbanda. Mas o que mais me intriga, era quando eu ia numa associação espírita e no ato da elevação espiritual eu sentir as minhas mãos esquentarem, como se eu tivesse vestindo uma luva de algodão em plena praia com sol de 40°C. Gostaria de saber se isso tem alguma ligação?

  • Bruna / 26/02/2017
    Avatar

    Estou passando por isso de uma forma muito intensa, me sinto louca, me sinto sozinha, e é como se ninguém me desse credito ou me entendesse completamente. É uma dor e uma dádiva a forma como estas percepções se expandiram de um tempo pra cá. Vejo, sinto e tenho a percepção de coisas que pessoas ao meu redor não tem. Tenho sonhos com falas nítidas e reveladoras. São eventos de sincronicidade o tempo inteiro, sinais nítidos pra me provar que não estou “viajando” mas mesmo assim reluto a acreditar. Essa madrugada chorei muito, um choro sentido, mas ao mesmo tempo me senti amparada como se algo superior apenas me acalentasse e me dissesse mentalmente “Chore, chore tudo o que tiver para chorar, tire esta carga de você” Resolvi vir até a internet pesquisar sobre mediunidade e cai aqui. Por sinal, ja conheço também o canal. Escrevo pois certamente alguém vai ler e me entender. Me senti aliviada em ler alguns artigos do site. Obrigada

  • Sandro Jose Kohle / 25/02/2017
    Avatar

    Boa noite Bruno. Assisti muito seus vídeos e gosto muito. É preciso muito de entendimento. Sou espirita a 12 anos, sou médium atuante frequento semanalmente, participo de atividades na casa espirita. É mesmo assim me sinto perdido. Preciso achar minha direção. Obrigado

  • Flávia Almeida / 23/01/2017
    Avatar

    Muito bom. Me ajudou muito, gratidão!

  • paloma / 20/01/2017
    Avatar

    Sincera mente sou médium mas juro não entendo nada estou super desorientada…????

  • Daniele / 18/01/2017
    Avatar

    Adorei MUITO

  • Roberta / 08/01/2017
    Avatar

    Adorei