HomeLuz da SerraNaturologia ou Naturopatia

Naturologia ou Naturopatia

O que é a naturopatia?

A naturopatia é um conjunto de técnicas terapêuticas que auxiliam com sucesso nos tratamentos às patologias mais variadas.

Tem por filosofia a restituição, ou manutenção, da saúde por meio de estímulos naturais usando a capacidade que o próprio organismo tem de se restabelecer, ou ainda recursos naturais como a flora, os minerais, recursos hídricos, e a alimentação.

Que técnicas são usadas?

Na proposta do terapeuta:

Trofologia:

É o estudo da lógica da alimentação. Sem informação nutricional, não há matéria para que o organismo possa gerar disposição para a saúde ou patologias.

O processo dinâmico da biomecânica implicada revela que uma única informação nutricional por vez deve ser dada à ingestão em uma refeição. A ingestão de sólidos, ou líquidos; salgados, ou doces.

Os sólidos levam em média 45 minutos para saírem do estômago e mais de uma hora para que o intestino responsável e o organismo deixem pronto o processo de metabolizar a informação nutricional. Os líquidos, 30 minutos, no total.

Enquanto o estômago libera os ácidos para que o intestino receba o bolo alimentar se líquidos forem adicionados ao processo, primeiro se inicia uma drenagem desse líquido e após então se dá continuidade a digestão; O processo perdurará por um tempo maior consumindo reserva de energia do organismo empobrecendo a relação metabólica nutricional.

Na mesma situação de ingestão de salgado o doce for ingerido antes de duas horas, ou o metabolismo não aproveita nenhuma informação nutricional saudável, dependo da qualidade do que foi ingerido, o material se tornará mucogênico, ou ignorado sendo interpretado como resíduo não aproveitável; nessas duas formas, o organismo deve ter liberado muita energia para tentar metabolizar.

É bom lembrar que a obesidade, ou acúmulo de gordura ocorre mais por desnutrição do que por exageros.

A lógica da alimentação vai além de encarar as proporções de massa (popular peso), altura, e valores nutricionais.

O estímulo para a necessidade de informações nutricionais de como o organismo irá metabolizar dependem de qualidade de vida, auto-estima e consciência alimentar.

Os neuropeptídeos, que fazem as conexões que irão transformar estímulos em ansiedade, complusão e também determinarão o modelo para o consumo de gordura e aproveitamento, seguem um padrão de relacionamento.

Se alguém faz uma dieta rigorosa para perder peso até consegue resultados satisfatórios, mas tão logo pare, o metabolismo recupera e existe uma probabilidade de que tenha uma tendência maior de engordar. Isso ocorre porque os exercícios físicos, as dietas agressivas, mudam o padrão de metabolismo fazendo com que o organismo possa reagir, mas é um processo agressivo como se a gordura fosse uma personificação de si mesmo e essa pessoa estivesse sendo agredida. Nesse caso ignora-se que o cérebro de alguma forma interpreta que a pessoa irá precisar de energia, ou de calor, ou seja, a pessoa está se sentindo sozinha para administrar internamente seus conflitos, pré-ocupações, e é feito com elucubrações tão repetidas que consomem muita energia.

Comer como rei pela manhã, como príncipe ao meio-dia, e como mendigo a noite, além de olhar para si com muito respeito e carinho, e bom procedimento alimentar, fazem com que o organismo possa saber o que fazer com o que for.

A alimentação hoje, considerando as práticas normais convencionais de oferta no mercado estão longe de serem saudáveis; Não há mais solo saudável, água saudável, ar saudável. A prática da agricultura natural orgânica nos dá uma chance maior, mas como fazer no dia-dia uma prática alimentar de bom senso?

Podemos comer de tudo um pouco, dando ao organismo a oportunidade de se recuperar, além das dicas de edições anteriores, aqui vão algumas dicas para uma boa alimentação:

-Evitar dar mais de uma informação nutricional por dia – café, chá preto, erva mate, refrigerante, achocolatados comtém muito estimulante, e há quem os pratique todos ou pelo menos três desses em um dia. Farináceos brancos, açucar refinado, “salgadinhos”; feijão, arroz e batata (3 amidos)…

-Obedecer a medida natural do organismo- a media é aquela em que a fome foi saciada e ainda há vontade de comer; em média o volume de uma porção saudável para cada refeição é o que caberia nas duas mãos juntas.

-Ter o máximo de informações possíveis – O salgado, o agridoce (beterraba, shoyu…), o apimentado; o cru, o assado, e o cozido, aproximadamente 55% de crus, 40% de assados e 05% de cozidos; Evitar frituras. Colorir o prato.

-Mastigar muito bem os alimentos até que os sólidos virem líquido, mas também os líquidos precisam ser mastigasdos para que as fibras se partam facilitando a digestão. Evitar o liquidificador usando centrífugas.

-Fazer jejum líquido, ao menos, um dia por semana. Nesse dia, nada de sólido.

-Faça exercícios que sejam lúdicos, crie, durma muito bem, e não se alimente após as 20 horas. Enamore-se de si até que a vida seja um presente.

Geoterapia:

A geoterapia estímula os neurotransmissores, aplica leis da termologia, interage na informação dos cristais e seus princípios, para tanto é usada a aplicação de argila com temperaturas específicas para cada caso, e adição de fitoterápicos quando necessário.

O organismo constantemente troca calor e informações suplementares com o meio externo. As vias aéreas, os poros abertos para possibilidades, ou fechados para possibilidades, bem como a exposição dos comprimentos de onda solares no decorrer do dia, fazem com que o corpo seja estimulado correta ou incorretamente influenciando neurotransmissores, seja por contaminação ou excitação modificando a estrutura natural de absorção, ou metabólica.

Para um exemplo, se o corpo for exposto ao sol até as nove horas da manhã, o organismo poderá prover o metabolismo de vitamina D.

Para casos alérgicos, inflamatórios, com pústulas, fístulas, má circulação, varises varicosas, rosáceas, entre outras, as aplicações são eficientes com a argila preparada pura ou com ervas.

No caso de bursites as aplicações de duas horas diárias da argila preparada com gengibre e babosa, fazem com que a inflamação venha para fora na maioria das situações. No câncer de pele os resultados têm sido consideráveis como auxiliar de tratamento halopático.

A terra tem informações preciosas de sais minerais e resultados incríveis podem ser acompanhados nas regiões de água termais. Adão não foi “feito” do barro?

Hidroterapia:

A hidroterapia usa recursos hídricos para estimular neurotransmissores, estimular o sistema circulatório, aplicação das leis de termologia, e dar informações ao organismo também com adição de ervas e produtos naturais.

Na antiguidade longíncua e na geração de nossos pais e antepassados, o escalda pés aliviava dores de cabeça, tensões, cólicas, auxiliava na pressão arterial, micção e regulava o sistema circulatório.

O banho vital, com os pés na água quente e o ventre banhado com água fria, tratava indsposições digestivas, geniturinárias, febres internas, revitalizava intestino, e tantas aplicações eficientes de um trato tão simples.

Uma mão em água quente e outra em água fria é capaz de sedar muitas dores do corpo. A sauna tem processo de desintoxicação e alivía tensões diversas.

A inalação com cebola ou bucha do norte, livra a pessoa das indisposições da sinusite. Ainda na inalação, as vias aéreas devidamente estimuladas afastam efeitos do resfriado provocam limpeza profunda na pele.

A simples ingestão de água é um recurso da hidorterapia, estimulada de forma correta, trata calculos renais, insuficiência renal, problemas de bexiga.

O corpo está sempre atento às informações de estímulos, a água, os óleos, os líquidos preparados, podem dar ao corpo vigor, e relaxamento.

A água é o recurso mais precioso de que dispomos.

Colaboração: Carlos Odair dos Santos
Fale com Carlos: [email protected]

Aviso de Propriedade

Todos os conteúdos do site Luz da Serra são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa de Luz da Serra Editora Ltda, mesmo citando a fonte.

A Luz da Serra é fruto do desejo dos amigos, e hoje sócios, Bruno Gimenes, Patrícia Cândido e Paulo Henrique T. Pereira, de transformar a vida das pessoas,trazendo bem-estar, saúde e prosperidade, a partir de uma nova consciência evolutiva através de paz, equilíbrio autoconhecimento e sucesso pessoal. Com mais de 15 anos de jornada, localizada na cidade de Nova Petropólis/RS, a instituição genuinamente espiritualista é referência no segmento da espiritualidade sem cunho religioso no Brasil. Mas na Luz da Serra também tem um bando de GENTE FELIZ que vive pelo mesmo PROPÓSITO: levar LUZ às pessoas! E que não estão neste mundão a passeio, gente linda que com a EMOÇÃO à flor da pele leva a MISSÃO da LUZ DA SERRA para onde for preciso, para onde precisar de mais SORRISOS!

Deixe um comentário

NENHUM COMENTÁRIO