A CRÍTICA E O JULGAMENTO

Atitudes que destroem seu poder pessoal

Esta semana recebi um e-mail o qual fazia críticas e julgamentos severos à determinada pessoa que quando de sua passagem à Terra, embora tenha feito sucesso no meio artístico, entregou-se às drogas ilícitas.

Este e-mail dizia que a referida pessoa não poderia ser admirada, pois isso incutiria nos jovens a idéia de que poderiam fazer uso de substâncias ilícitas e viciantes.

Não há dúvidas que hoje em dia, vemos muitos adolescentes e até adultos idolatrando atores, cantores, personalidades do meio artístico de forma obsessiva, esquecendo que possuem identidade própria e o importante é focar na vida e no crescimento pessoal, em todos os aspectos.

Porém, é fato que muitos pais, não contribuem para a evolução espiritual dos filhos, apenas ditam regras de conduta, sem as seguir, ou seja, não dão o exemplo.

E o que fazem então? Criticam a mídia, o sistema de ensino, as más companhias, pelo fracasso dos filhos, sem contudo, refletir que valores foram aflorados desde a infância nestes seres que estão a seus cuidados.

Importante salientar também, que não devemos nos colocar no papel de acusadores e julgar sem limites, de forma maldosa a vida alheia, pois também já falhamos muito nesta e em outras encanações, por isso estamos aqui.

Devemos sim, mostrar o que aprendemos, o que acreditamos, de forma amorosa, a fim de auxiliar na formação de uma massa crítica.

Contudo, este resultado somente é alcançado quando ensinamos (e com isso aprendemos mais) de forma leve e amorosa, sem ego e arrogância, compreendendo que não atingimos a perfeição.

Afinal, quem somos nós para dizer que determinada pessoa não obteve êxito em sua última passagem terrena? Quem somos nós para julgar e criticar a vida alheia de tal forma?

O que acredito que seja incorreto e uma grande hipocrisia é o julgamento sem qualquer consciência, que não melhora a vida de ninguém, não mostra caminhos, mas apenas acusa e critica as pessoas, sem atentar ao que está ocorrendo na própria vida.

Ora, quantas vezes vamos e voltamos para o astral porque não cumprimos nossas missões com êxito. Mas chegamos aqui e queremos dizer que somos heróis, que estamos muito espiritualizados, somente porque a vida atual “parece perfeita”.

Grande ilusão do nosso Eu Inferior, ao passo que nada é o que parece, tudo são rótulos e estamos iludidos com o mundo da matéria e dominados pelo nosso ego, grande amigo do Eu Oculto.

E o que será que fomos em outras existências? Bonzinhos? Se tivéssemos sido bonzinhos e exemplos a seguir não estaríamos aqui novamente e ainda, junto com as pessoas que criticamos. Com certeza devemos ser um pouco parecidos!!

Deste modo, enquanto ficarmos focando na vida do outro, na falha do outro, no medo do outro, a nossa evolução espiritual, que é meta de nossa encarnação, vai por água a baixo.

Precisamos acordar e fazer o que precisa ser feito. Porque se viemos para esta vida, nos mostramos bonzinhos para os outros e não curamos o que sentimos de negativo, não teremos aproveitado mais uma passagem terrena.

Claro que as drogas, o álcool, o cigarro, envenenam nossa alma e devem ser evitados, contudo, a inveja, a crítica, o julgamento, o medo, a tristeza a envenenam da mesma forma.

A vontade de criticar, julgar a vida alheia, demonstra uma falta de compaixão, uma falta de amor com o próximo e até consigo mesmo. Demonstra ainda, o predomínio do ego, que sempre quer estar certo e com razão, acreditando ser superior.

Se agimos com compaixão perceberemos que nossos irmãos precisam de ajuda e a crítica e o julgamento apenas aumentam as inferioridades que possuem. Ademais, nós também temos muito a aprender e cresceremos quando olharmos nossos semelhantes com amor, perdoando-os e nos perdoando. Não há dúvidas que contribuímos para a situação atual do planeta e seus habitantes.

O quanto mais criticarmos e julgarmos sem consciência, mais o nosso poder pessoal diminui e nossas falhas e inferioridades tornam-se mais latentes e preponderam sobre nosso Eu Superior.

Portanto, vamos observar nossas atitudes, pensamentos e emoções e afastar a crítica e o julgamento alheio, nos preocupando com nossa própria evolução. À medida que vamos curando a emoções e sentimentos nefastos, estamos agindo com sabedoria, pois contribuiremos para a nossa cura, de todos nossos irmãos e do Planeta.

Por:Viviane Draghetti

Redação Luz da Serra

Redação Luz da Serra

Somos o Grupo Luz da Serra, uma empresa referência em desenvolvimento humano e espiritual. Há mais de 15 anos, transformamos a vida das pessoas com livros, cursos e treinamentos, porque o nosso propósito é fazer um mundo mais feliz, saudável e próspero.

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades!​

Seja Feliz, Saudável e Próspero

Sobre Nós

Luz da Serra 2020 – Todos os direitos reservados.

Informe seus dados e siga para a compra