HomeMestres EspirituaisShiva – O Espírito Santo Hindu

Shiva – O Espírito Santo Hindu

Shiva é conhecido nas tradições hindus presentes na espiritualidade da Índia como o “Senhor do Tríplice Tempo” (passado, presente e futuro), sendo cultuado em todos os lugares como o princípio universal de destruição de toda a ilusão da matéria, para que a renovação seja possível. Ele é um dos deuses da Trimurti, a trindade hinduísta, chamado de “o Destruidor” (ou “o Transformador”), juntamente com Brahma, “o Criador”, e Vishnu, “o Preservador”. Se fizermos a equivalência com a santíssima trindade cristã, ele seria o Espírito Santo, representado pelo fogo, capaz de transformar.

Dentro da arte hindu, Shiva pode aparecer com muitas representações e simbolismos diferentes. Como Adynatha, representado como asceta e mestre de yoga, a divindade aparece com quatro braços. Com as duas mãos superiores, ele sustenta um pequeno tambor – Damaru – e um tridente – Trishula, símbolo do tríplice tempo. Com as duas mãos inferiores faz, respectivamente, o gesto da doação – Vara Mudra – e o da segurança – Abhaya Mudra.

Olho de Shiva

No centro de sua testa, encontra-se um terceiro olho. Esse olho frontal representa o sentido da eternidade. Segundo a tradição, um olhar desse terceiro olho reduz tudo a cinzas, destruindo toda a ilusão da matéria – Maya.

Ganga, Nandi e as serpentes

Shiva usa sobre seu corpo uma pele de tigre. Uma serpente lhe serve de colar, outra como um cordão sagrado e outras duas estão enroladas em seus braços como braceletes. A divindade usa uma serpente em volta da cintura e do pescoço para simbolizar que dominou a morte. Na tradição do Yoga, a serpente também representa kundalini, a energia vital que se encontra adormecida na base da coluna. Quando a despertamos, ela sobe pela coluna, ativando os chakras e produzindo um estado de consciência expandida.

Os cabelos de Shiva estão emaranhados e em forma de tranças, entre os quais leva a quinta cabeça de Brahma e a deusa Ganga. O veículo de Shiva é o touro branco – Nandi, símbolo de poder força, fecundidade; o touro está ligado ao culto da Grande Mãe, ao culto agrário da fertilidade, e seu mugido é associado ao trovão e ao furacão.

murudeshwar-172595_19205Shiva Nataraja

Conta uma lenda que Shiva fez uma vista a dez mil sábios com o objetivo de mostrar-lhes a verdade. Sendo recebido com hostilidade, os sábios de tudo fizeram para destruí-lo, desde a invocação de tigres e serpentes até guerreiros que o matassem. Porém, Shiva se pôs a dançar. Sua dança era tão harmoniosa que os sábios passaram a admirá-lo e a contemplá-la.

Na tradição hindu, as danças atribuídas a Shiva são chamadas de “Nadanta” e somam um total de 108. Nessa dança, Shiva cria e destrói o universo, simbolizando a atividade divina como fonte responsável pelo dinamismo do cosmo. Passa a ideia de criação, preservação, destruição do universo e dissolução do véu da ignorância, chegando até a libertação da roda de renascimentos e mortes, o samsara. Existe outra dança chamada “Tandava”, onde Shiva demonstra um bailado associado aos guerreiros, com a qual desperta energias destrutivas e renovadoras, atuando também no sentido de libertar-nos do véu da ignorância.

Na representação de Bailarino Real, Shiva recebe o nome de Nataraja. Sua dança representa o jogo rítmico como fonte de todo dinamismo existente no cosmo, com a finalidade de libertar os seres das armadilhas de Maya, a ilusão e a ignorância. Essa dança é realizada em “Chindambaram”, o centro do universo, que se encontra no coração de cada ser.

Shiva e a união entre masculino e feminino

A Shiva também são atribuídos os princípios da juventude e da humildade, tendo como símbolo o Lingam, arquétipo do órgão sexual masculino, representação da fertilidade e ícone da criação e da destruição rítmicas do universo. Ao lado do Lingam, sempre se encontra a Yoni, arquétipo do órgão sexual feminino, associado à porta para o mundo e à porta para a libertação do ciclo de renascimentos e mortes.

Outros nomes e qualidade atribuídos a Shiva:

Adynatha: “O primeiro mestre e criador do Yoga”

Panchamana: “O de cinco rostos”

Raskswara: “O regenerador”

Bhutamatha: “O senhor dos espíritos”

Vinadhara: “O mestre da arte e da música”

Shankara: “O renovador”

Maheshwara: “O glorioso”

Bhuteshwara: “O senhor dos duendes”

Mritunjaya: “O que vence a morte”

Srikanta: “O de formoso pescoço”

Gangadhara: “O que leva o rio Ganges em sua cabeça”

Digambara: “O que anda nu”

Nilakanta: “O garganta azul”

Ugra: “O terrível”

Nishichara: “O que ronda à noite”

Girisha: “O senhor das colinas”

Como entrar em contato com a energia transformadora de Shiva?

Para ter mais contato sutil com a vibração de Shiva e da transformação positiva que ele oferece a seus devotos, o caminho mais simples é entoando mantras que podem conduzir ao alcance de uma pura consciência espiritual.

Deixamos como sugestão este mantra: Om Namah Shivaya (pronuncie assim: om namá xivaia). Ele ajuda a ancorar força, independência, proteção e coragem para realizar ou aceitar uma transformação. Repita por 54 ou 108 vezes, prestando atenção na pronúncia e contando com a ajuda de um japa mala, de preferência.

Boa parte deste artigo foi extraído do livro Grandes Mestres da Humanidade – Lições de Amor para a Nova Era. Clique AQUI  e conheça mais o livro, além da história de grandes seres, como os Mestres da Índia, por exemplo, que passaram pela Terra deixando sua mensagem e seu exemplo de amor.

Você já parou para pensar que nós não estamos aqui por acaso? Que todos temos uma missão a cumprir? Os Grandes Mestres da Humanidade estão aí para nos provar isto… Por muitas vezes eles também passaram por dificuldades, tiveram que enfrentar desafios, ou até mesmo atravessar montanhas para alcançar os seus objetivos… e nem por isso deixaram de acreditar no caminho de aprendizagem e ensinamentos que estavam seguindo! E você, sabe como permanecer no seu caminho de evolução espiritual?! Nós podemos lhe ajudar, lá no Youtube nós temos o Canal Luz da Serra onde você poderá ver todos os vídeos da Playlist dos Grandes Mestres da Humanidade. Este seriado já ajudou milhares de pessoas e mostra como você também pode se conectar à energia poderosa destes seres iluminados. Inscreva-se e aprenda como trazer as admiráveis qualidades deles a sua vida! Você tem todas as ferramentas, não há desculpas para ficar de fora, não é mesmo?! Acesse aqui. Um grande abraço cheio de Luz!

Redação Luz da Serra

Aviso de Propriedade

Todos os conteúdos do site Luz da Serra são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa de Luz da Serra Editora Ltda, mesmo citando a fonte.

<p>Uma das responsáveis pela expansão da Espiritualidade no Brasil, com base nos ensinamentos dos Grandes Mestres Espirituais. É filósofa, escritora, palestrante espiritualista, CEO e cofundadora da Instituição Luz da Serra. Escreveu 11 livros, sendo 6 em coautoria, com um título entre os mais vendidos da revista Veja, e 02 programas transformacionais em áudio sobre prosperidade. Patrícia é destaque nas redes sociais produzindo vídeos no canal Luz da Serra, no YouTube, que já ultrapassaram a barreira dos 31 milhões de visualizações ao ano.</p>

Deixe um comentário

1 COMENTÁRIO