HomeLuz da SerraMeditação parece difícil, mas não é!

Meditação parece difícil, mas não é!

meditacao_parece_dificil_mas_nao_e-_6

Há todos os tipos de razões para as pessoas sentirem dificuldade para meditar, você concorda?

Muitas reclamam de problemas com pensamentos durante a meditação. Esse é provavelmente o desafio mais comum, elas sentem que são incapazes de acalmar a mente e impedir a entrada de pensamentos intrusos. Solução: a chave é parar de resistir aos pensamentos e tentar fazê-los ir embora.

É importante atentar que os pensamentos são uma parte da meditação, são uma atividade natural da mente.

Embora a meditação possa ser uma maneira de experimentar o silêncio interior, isso não acontece ao eliminar pensamentos, mas por se tornar ciente do silêncio que está naturalmente presente na mente junto a eles. Quando se para de resistir ao que é natural e recorrente, experimenta-se calma e paz.

A meditação não é difícil. Você deve pesquisar sobre a prática, rever conceitos, ler sobre e simplesmente tentar. Não é na primeira meditação que verá as diferenças. Apenas com a meditação diária você sentirá os benefícios.

Meditação – que é?

A meditação é uma sabedoria espiritual universal e uma prática identificada no núcleo de todas as grandes tradições religiosas, concentrando-se da mente ao coração. Você não precisa ser religioso ou ter fé alguma para praticá-la, uma vez que é apenas sobre você. É uma forma de simplicidade, silêncio e quietude.

Ela pode ser praticada por qualquer pessoa, onde quer que esteja na viagem da sua vida, só é necessário ser claro sobre como meditar e, em seguida, começar e mantê-la diariamente.

A prática diária pode levar algum tempo para se desenvolver. Seja paciente. Quando você desistir, comece de novo. A experiência é a mestra e isso permite que os benefícios e os frutos da meditação permeiem sua mente e em todos os aspectos da vida.

Às vezes, durante a meditação, pode ser desconfortável sentir algumas emoções surgirem. Isso pode assumir a forma de uma emoção forte ou uma sensação física no corpo. Quando a mente não está mais presa em seu foco exterior, tornamo-nos conscientes dos sentimentos que têm estado sob a superfície. Você pode se sentir tentado a deixar de meditar, ou começar a resistir a esses sentimentos, tornando a meditação para iniciantes, por exemplo, uma luta.

Meditação para iniciantes : desafios

O primeiro desafio da meditação para iniciantes é pensar que se trata de processo difícil. Esse mito está enraizado na imagem da meditação como uma prática esotérica reservada apenas para os santos, homens, e adeptos de rituais espirituais.

Na realidade, quando você recebe instruções de como meditar, a partir de um professor experiente, a meditação é fácil e divertida de aprender. As técnicas podem ser tão simples como se concentrar na respiração ou silenciosamente repetir um mantra, ou deixar se envolver em uma música de meditação.

Uma razão pela qual a meditação pode parecer difícil é que nós tentamos nos concentrar e focar apenas nos resultados. Um professor vai ajudá-lo a entender o que você está experimentando, movendo obstáculos comuns, e criando uma prática diária interiormente nutritiva.

Cada vez que meditamos, nossas experiências serão diferentes, dependendo de nossas constantes mudanças de estado, físicos e emocionais, bem como das circunstâncias e dos propósitos.

É importante compreender que nossas experiências vão mudar, à medida que há a tendência de formar expectativas com base nas nossas experiências anteriores. Naturalmente, gostamos mais de algumas experiências de aprender a meditar do que outras, e podemos nos sentir desapontados se não tivermos ou atendermos a essas experiências.

Não há boas ou más experiências em como meditar, não há maneira certa ou errada de se sentir. Meditação é sobre “deixar-se ir” e confiar no fluxo natural da vida. É importante lembrar que o objetivo das meditações não é ter experiências especiais, mas sentir-se mais à vontade com o que surge.

Ao meditar regularmente e seguindo essas diretrizes, a facilidade na meditação crescerá e isso se traduzirá em uma maior facilidade na vida, a capacidade de fluir com o que a vida traz.

O segundo desafio é tentar, a todo custo, aquietar a mente.

A meditação não é apenas sobre como parar nossos pensamentos ou esvaziar a nossa mente, ao menos não forçadamente, afinal ambas as abordagens só criam estresse e uma vibração interna mais barulhenta.

Não podemos parar ou controlar nossos pensamentos, mas decidir como daremos atenção a tais estímulos. Embora não possamos impor a tranquilidade em nossa mente, através da meditação, podemos encontrar a calma que já existe no espaço entre nossos pensamentos.

O espaço entre esses impulsos e distrações mentais é a consciência pura, silêncio absoluto e paz. Quando meditamos, usamos um objeto capaz de atrair atenção, como a respiração, uma imagem ou um mantra, que permite que a nossa mente relaxe para fazer seguir esse fluxo silencioso de consciência.

Quando surgem pensamentos, nós não precisamos julgá-los ou tentar afastá-los. Em vez disso, devemos voltar gentilmente à nossa concentração para nosso objeto de atenção. Em cada meditação, há momentos, mesmo que apenas microssegundos, em que a mente mergulha e experimenta o refresco de consciência pura. Ao meditar diariamente, você gastará mais e mais tempo nesse estado de consciência expandida e silenciosa.

A chave para alcançar um estado de relaxamento profundo é aprender a parar de resistir a certos sentimentos e estar presente para “o que é”, pensamentos, emoções, sensações corporais vão e vêm continuamente no fluxo natural da vida. Simplesmente permita que esses sentimentos estejam presentes, sem tentar empurrá-los para fora.

Se uma emoção é tão forte que é avassaladora, permita que a consciência seja levada com essa emoção. Observe sua localização no corpo e deixe que a consciência esteja com as sensações físicas associadas à emoção até ela diminuir ou ser erradicada.

O terceiro desafio é conseguir desligar a mente e concentrar-se no momento da meditação.

Sua programação parece estar repleta de coisas para fazer ou há sempre algo que precisa ser resolvido quando você está prestes a ficar quieto, tornando sua prática esporádica e inconsistente o que, por sua vez, limita os benefícios do ato de aprender a meditar.

Antes de ser arrastado para a agitação do dia, invista 15 minutos de seu tempo no seu bem-estar interior por meio da meditação. Nada permita, nem as circunstâncias mais diferentes  de distraí-lo de sua prática, e faça com que as pessoas que vivem com você conheçam a sacralidade desse período de tempo.

Isso pode significar que você deverá acordar 15 minutos mais cedo do que todo mundo na casa, mas é definitivamente um investimento digno que sustentará numerosos frutos em muitas áreas de sua vida.

O quarto desafio é encontrar a posição adequada.

Muitas vezes as pessoas têm a ideia de que precisam se sentar em uma determinada postura, com a música de meditação perfeita tocando, para o processo ser eficaz. As razões de se afirmar que esses elementos ajudam são simples: se você está fisicamente desconfortável isso dominará a sua consciência e será impossível relaxar. Para meditações com o corpo sentado, é melhor posicionar-se com a coluna ereta, mas não se esforçar de forma alguma.

Sente-se de uma maneira que seja natural e fique à vontade. Para a maioria das pessoas, sentar com apoio de costas e com os pés plantados no chão funciona melhor.

Muitas vezes, as pessoas acham que é difícil se sentar para a meditação e não demora muito para começarem a pensar em todas as coisas que poderiam estar fazendo. Quando nos sentamos para meditar, é como se estivéssemos passando o dia em um carro em movimento. Parece curioso, mas a comparação é real, já que mesmo que paremos e descansemos, nos sentimos como se o nosso corpo ainda estivesse se movendo.

Leva tempo para o corpo se acalmar e se sentir em repouso. Meditar é como mudar as marchas em um carro, você coloca em ponto morto e o motor leva um tempo para desacelerar e entrar em marcha lenta.

Continue meditando, permitindo-se estar ciente da sensação de agitação no corpo. Você pode continuar com a prática da meditação, observando a respiração durante esse tempo, ou se a inquietação for extremamente intensa, você pode dar a sua atenção para essa sensação de agitação. Observe exatamente como se comporta em seu corpo, onde você sente isso e qual é a sensação.

Meditação: Como praticar

O objetivo de saber como meditar é concentrar e acalmar sua mente e, eventualmente, atingir um nível mais elevado de consciência e calma interior. Pode vir como uma surpresa saber que você pode meditar em qualquer lugar e em qualquer momento, permitindo-se encontrar uma sensação de tranquilidade e paz, não importando o que está acontecendo ao seu redor.

Ao aprender a meditar basta escolher uma posição confortável, um horário em que não haja interferências e só. Não tem muito segredo. Sente-se, na cadeira ou no chão, deixe os olhos fechados ou abertos e comece a meditar concentrando-se na sua respiração e mais nada além disso.

Depois de entrar no estado meditativo, deixe que seus pensamentos flutuem em sua mente. Seja crítico, analise, pense e permita que eles vão embora no momento certo, sem pressão.

Você perceberá que, inevitavelmente, a sua mente ficará silenciosa, mas não tenha pressa, porque a ansiedade pode atrapalhar. Faça com que a prática seja um ato natural e espontâneo. Você sentirá paz interior e silêncio. No caso de meditação para iniciantes, alguns minutos de exposição à música de meditação e um pouco de concentração seria o suficiente, mas a prática deve ser diária para que o corpo e a mente se acostumem com esse relaxamento e, assim, você possa usufruir dos benefícios.

Muita luz!

Aviso de Propriedade

Todos os conteúdos do site Luz da Serra são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa de Luz da Serra Editora Ltda, mesmo citando a fonte.

O Luz da Serra é uma instituição que acredita que a busca pela elevação da consciência, ou seja, a espiritualização, é a senha de acesso para um mundo melhor. Nossa equipe acredita também na formação de parcerias constantes que tenham como objetivo o bem comum e a evolução, vibrando sempre na sintonia da harmonia e da tranquilidade. Atualmente, 90% do nosso conteúdo é oferecido gratuitamente, em cada lançamento de Curso Online, mais de 50 mil pessoas se beneficiam com os materiais disponibilizados. Temo o primeiro canal no segmento da Espiritualidade a alcançar 200 mil inscritos no Youtube e tem mais de 700 mil seguidores em suas fanpages no Facebook e no Instagram.

1 COMENTÁRIO
  • Carmen Marina R C Pinto / 01/02/2017

    Boa tarde!
    Meu nome é Carme Marina Pinto , sou muito Grata a vcs , estou renascendo com os vídeos que estão me esclarecendo muitas coisas , estou passando por algumas situações , mas me equilibrando muito com vcs , quero ser uma pessoa mais profunda .
    Muito Grata
    Adoro vcs
    🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻

Deixe um comentário