MANTRAS INDIANOS: conheça suas aplicações:

1)Mantra para remoção de obstáculos e atração de prosperidade:

"Om Gum Ganapatayei Namaha

Om Gum Ganapatayei Namaha

Gauri Nandana Gajavadana

Om Gam Ganapatayei Namaha

Gauri Nandana Gajavadana

Om Gam Ganapatayei Namaha"


Tradução:

"Om e saudações àquele que remove obstáculos do qual Gum é o som seminal."

Esse mantra é dedicado a Ganesh, um dos deuses hindus mais venerados de todos os tempos. Ganesh, Ganesha ou Ganapati, é uma divindade muito querida pelo povo indiano, pois ama os seres humanos e destrói os obstáculos que impedem o desenvolvimento material e espiritual. Traz aos devotos a conquista de objetivos, e metas e novos empreendimentos, sendo associado a todas as manifestações de prosperidade. Na Índia, costuma-se entregar nas mãos de Ganesha tudo o que é novo, tudo aquilo que está por começar, pois ele é o senhor do "Bom Princípio".

Tudo em Ganesh tem um sentido, uma lição de vida.

A grande cabeça de elefante é para pensarmos muito; as orelhas grandes para ouvirmos mais. Os olhos pequenos lembram de nos concentrarmos e a boca pequena, de falarmos menos. Na mão direita, Ganesh traz um machado que é para cortar todas as ligações, os apegos. E, na mão esquerda, além de uma flor, segura uma corda que serve para manter a pessoa próxima da sua meta. O atributo mais interessante de todos, presente em todas as gravuras de Ganesh, é o rato, que representa o desejo e o ego. Você somente pode montá-lo se o controlar, senão ele causa destruição.

Muito querido e respeitado em toda a Índia, de norte a sul e em todos os templos, existe uma imagem sua à porta, guardando o recinto, como fazia quando criança, na casa da sua mãe.

Está associado às crianças, à comunicação, à inteligência, à força intelectual e ao dever. Guia a humanidade e seus caminhos na vida, iluminando-nos. É considerado também o protetor e inspirador dos escritores. De acordo com uma lenda, Ganesh, a pedido de Brahma, extraiu um pedaço do próprio dente e o cedeu ao sábio Vyasa, para que ele pudesse escrever o épico Mahabharata.

2) Gayatri Mantra


"Om Bhoor Bhuvah Svoha
Tat savitur varenyam
Bhargo devasya demahi
Dhiyo yo nah prachodayat"


Tradução:

"Ó grande luz do universo
Ó grande removedouro da dor e da tristeza
Descei vossa luz ao nosso intelecto
Para que possamos saber a direção correta"


Entre todos os milhões de mantras compilados e guardados nos arquivos do Extremo Oriente, o mantra Gayatri é universalmente considerado a essência de todos os mantras. As palavras sanscríticas contêm a vibração essencial das esferas superiores de luz brilhante e também todo o seu poder e potencial espiritual. O mantra Gayatri possui muitos milhares de anos de idade e foi descoberto e difundido por um santo (rishi) hindu chamado Vishwamitra, um rei que se empenhou arduamente para obter poder espiritual.

Na Índia o Gayatri Mantra é um dos mais cantados pois em suas sílabas reside a essência dos Vedas, a literatura sagrada da Índia. O Mantra está todo relacionado ao aspecto iluminador e todo abrangente de Brahman. Em verdade, o mantra nos mostra a natureza essencial de toda a existência. A Deusa Gayatri é uma das formas femininas do Deus Brahma, de Vishnu e Shiva. Ela representa a base, o substrato de toda a existência. Ela é a "expansão" do OM ou a energia que o movimenta. Num estudo mais aprofundado, o mantra se revela como sendo a representação do Sol Espiritual ou a Luz da Consciência.

Sem essa Luz, o próprio Brahma (criador na trindade hindu) perderia seu sentido de ser. Sem essa Luz não haveria o que ser sustentado ou preservado. Ela seria a ponte ou a ligação inquebrantável do Deus Supremo (o Todo) com tudo. Seria a Presença invisível e subjacente a tudo. Assim, o mantra tem sua aplicação no sentido de manifestação, de realizar o potencial de "vir a ser". É energia pura. Segundo os Vedas, "O Gayatri protege quem o recita". Ele deve ser cantado todos os dias, de preferência de Manhã, de Tarde e de Noite. Ele pode ser dividido em três partes para maior entendimento. A primeira parte é de louvor, a segunda de meditação e a terceira de prece. Primeiro saudamos a Realidade Suprema, depois fixamos a mente e coração Nela e por último apelamos para a purificação e iluminação. O mantra é também atribuído à perfeita expressão, harmonia e unidade. Há muito mais para se falar sobre esse mantra.

Daria um livro se fossemos comentar todos os ensinamentos contidos nele. Afinal, ele é a essência dos Vedas.

3)Invocando a energia da Mãe Divina para multiplicar o que há de bom no universo:

"Om Tare Tuttare Ture Svoha"

Tradução:

"Om e saudações à Tara (Grande Mãe Divina) que nos abriga e sustenta e que com seu poder alimenta a vida em todo o Universo"

Esse mantra invoca a energia da Mãe Divina, nos trazendo a força, a compaixão e a misericórdia da Mãe Maria e de todas as manifestações da força feminina.

Através desse mantra, ativamos a energia da criação e da multiplicação, trazendo à nossa vida a mesma força que a Mãe Terra utiliza para que todas as sementes cresçam sobre ela. Podemos meditar com esse mantra para criar prosperidade e multiplicação das forças positivas em nossa vida.

4)Mantra para transcender obstáculos e sempre ir mais além na escala da evolução:

"Gate Gate Paragate Parasamgate Boddhi Soha"

Tradução:

"Indo, indo, indo além, indo mais além, alcançando a Luz - Assim Seja!"

Os Gates são as cadeias de montanhas do Himalaia ( lugar mais alto do mundo) onde está localizado o Tibet e parte da Índia. Esse mantra sugere que para alcançar a iluminação temos de atravessar um longo caminho, ultrapassando muitos obstáculos e montanhas para que possamos chegar a outra margem. Porque muitas vezes parece difícil demais alcançar alguns objetivos, principalmente a Iluminação Espiritual. Com esse mantra, conseguimos fazer uma coisa de cada vez, realizar o que é possível a cada dia, simplesmente andar pelo caminho.

Assim, vamos indo, indo, indo além e mais adiante e, quando percebemos, já teremos atravessado os Gates (montanhas).

5)Mantra para saudar Krishna (amor, compaixão) e Rama (reta justiça e sabedoria):

"Hare Krishna, Hare Krishna
Krishna Krishna, Hare Hare
Hare Rama, Hare Rama
Rama Rama, Hare Hare"

Tradução:

"Saudações ao Senhor Krishna, a Suprema Personalidade Divina e Saudações ao Senhor Rama, a Sabedoria e a Reta Justiça!"

Conhecido como Mahamantra, Quando entoamos, ou simplesmente pensamos no ?Mahamantra?, como é conhecido, o amor universal se faz presente no mesmo momento, abençoando a todos os seres. Krishna e Rama representam a parte mais bela, pura e angelical da criação divina. Na Índia, Krishna e Rama são representados por um lindo jovem, de pele azul, que usa enfeites com flores, jóias, penas de pavão e uma flauta que traz as notas musicais mais divinas. Dentro da filosofia hindu, esses elementos são utilizados para representar as perfeitas criações de Deus. O pavão simboliza a beleza do reino animal, as jóias representam as pedras preciosas, o reino mineral. A flauta é o ar, o som se propagando, representa aquilo que não podemos ver, mas podemos sentir com o coração. As flores são as lindas manifestações do reino vegetal.

Sendo assim, a consciência de Krishna e Rama é o Todo que está em Tudo.

Viver na consciência de Krishna e Rama é compreender a presença da luz de Deus em todos os seres e em todas as coisas da natureza.

Krishna e Rama não são necessariamente um ser de pele azul, mas o próprio azul do céu que nos ampara e nos brinda a cada manhã de sol.

O canto de palavras sagradas em seu idioma original têm o poder de controlar os ciclos cerebrais e organizar os pensamentos de forma tranquila, trazendo consciência, criatividade, amorosidade e paz. Os mantras auxiliam no controle da respiração, na circulação sanguínea, no auto-conhecimento e no desenvolvimento das maiores virtudes, que são sathya (verdade), shanti (paz real), prema (compaixão) e sadhana (disciplina espiritual).

Os mantras trazem a tranquilidade dos Grandes Mestres (Krishna, Buda, Rama, Jesus, Maomé, etc.) ao nosso coração, eliminando a agressividade e violência, tão presentes em nosso mundo. Os mantras nos auxiliam no senso de cooperar com nossos irmãos, de ajudá-los na evolução e na regeneração do planeta, buscando uma nova era de luz.

Texto de Patrícia Cândido
Fale com Patrícia: patrícia@luzdaserra.com.br

Confira os artigos da semana na Enciclopédia Luz da Serra

Curta
comments powered by Disqus