HomeMestres EspirituaisMaias – Os senhores do tempo | Semana do Mestre

Maias – Os senhores do tempo | Semana do Mestre

Os maias viviam – e vivem até hoje – na região da América Central, mais precisamente na Guatemala, Honduras, El Salvador e na Península de Yucatán (região sul do México). Estima-se que ainda exista um total de seis milhões de maias, alguns já integrados a uma cultura mais moderna, outros ainda seguem a cultura tradicional. Conheça mais sobre sua história no vídeo abaixo ou continue a leitura.

Calendário maia

As datas para o calendário eram calculadas de acordo com o planeta Vênus. No parque onde fica a Pirâmide Chichzén Itzá, existe um poço muito profundo chamado Cenote, e lá, quando Vênus estava centralizado, os maias faziam a leitura dos astros que refletiam nesse poço.

A tradição do calendário vem da observação do ciclo lunar, de 13 luas, então o mês para os maias tinha 28 dias, o mesmo período do ciclo menstrual. As treze luas multiplicadas pelos 28 dias do mês dá um total de 364 dias, e o 365º corresponde ao dia Fora do Tempo.

VAMOS A SÃO PAULO VER VOCÊ!

O evento Propósito Inabalável foi um sucesso em Porto Alegre e por conta disso em OUTUBRO faremos aí em São Paulo, pertinho de você!

SAIBA TUDO SOBRE COMO SERÁ O EVENTO:

Maias e o dia fora do tempo

O dia Fora do Tempo é celebrado em 25 de julho, é a pausa entre o ciclo lunar e os 28 dias. Este dia é sagrado, considerado pelos maias como o dia de perdão, do recomeço, de deixar as energias negativas para trás e carregar as energias positivas. Eles reservam um bom tempo deste dia para orar, meditar, agradecer por tudo e pedir orientação para os próximos passos.

Fim do mundo

Um assunto intrigante e fascinante é o fim do mundo! Os maias nunca fizeram uma previsão de fim do mundo, nunca contou tal assunto no calendário maia. O calendário apenas fazia uma previsão de que no ano de 2012 seria finalizado um grande ciclo na Terra e começaria outro.

Civilização maia e os seus ensinamentos

Para se marcar um ciclo, começar ou encerrar, usam-se datas e, consequentemente, um calendário. Compreende um processo, algo que vai acontecer no seu devido tempo. Que pode ou não acontecer em curto, médio ou longo prazo. E o seu devido tempo é algo que os maias podem nos ensinar, eles eram os Senhores do Tempo.

Ligados com a natureza, eles apreciavam todo o tempo, o caminho e as transformações que ocorreriam até chegar ao momento certo de algo. O povo maia nos ensina a ser mais observadores, a estar mais sintonizados com a natureza e a respeitá-la.

E deixa uma missão: não forçar seu corpo, respeitar seu ritmo e o ritmo do tempo. Precisamos contemplar mais a natureza, perceber o vento, sol, a evolução de uma planta, são coisas tão simples e que nós não fazemos. Tomemos como missão sermos mais contemplativos, absorvendo toda a energia pura da natureza e interagindo sempre de forma a nós reequilibrarmos.

O que achou de entrar em contato com a incrível visão de mundo dos Maias? Conte nos comentários. Muita luz!

Patrícia Cândido e Redação Luz da Serra

Aviso de Propriedade

Todos os conteúdos do site Luz da Serra são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa de Luz da Serra Editora Ltda, mesmo citando a fonte.

Patrícia Cândido é filósofa formada pela UNISUL, escritora, conferencista, professora, CEO e cofundadora da Instituição Luz da Serra. Autora de 11 livros, sendo 6 em coautoria, que têm vendas superiores a 45 mil exemplares. Pesquisadora há mais de 14 anos na área da Espiritualidade, Cura Emocional, Prosperidade e dos ensinamentos dos Grandes Mestres da Humanidade. Patrícia possuí mais de 1 milhão de visualizações em seus vídeos no Youtube, sendo autora dos seriados Semana do Mestre e Código da Alma. É referência no segmento da Espiritualidade no Brasil, ganhando destaque nas mídias nacionais, como a Revista Negócios e a Revista Caminho Espiritual.

3 COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

})(jQuery)